RELEASE//

A versão em LP duplo e colorido de “Suor e Sacrifício”, o álbum mais recente do CPM 22, é um lançamento da Hearts Bleed Blue licenciado pela Universal Music. Esta é a primeira vez que a banda, criada em 1995, lança um álbum em vinil. “A gente decidiu lançar esse disco [em LP] porque foi um disco que agradou muito a banda inteira. Acho que essa é a melhor formação que a gente já teve e a gente criou uma unidade dentro da banda que dificilmente acontece, de todo mundo gostar do disco todo, das letras, da mixagem, da máster, da arte, da capa, de tudo. Então eu acho que tinha tudo a ver dar valor para esse trabalho”, conta o vocalista Badauí.

“Suor e Sacrifício” em LP preto e laranja, edição limitada de 300 cópias, conta com “Revolução” e “Cruz”, duas faixas que ficaram de fora da versão em CD e que só haviam sido disponibilizadas nas plataformas digitais. “‘Revolução’ eu fiz com o Henrike [Armada / Blind Pigs] porque era uma base bem punk rock que eu tinha feito com o Ricardo Galano, e eu já queria chamar ele para fazer uma letra fazia um tempo. Daí ele veio aqui em casa e a gente decidiu a música e ficou do caralho. ‘Cruz’ estava no bolo das composições do disco novo, é uma música que eu gosto muito. A gente tem tocado ela direto nos shows”, revela o vocalista.

Badauí, que é colecionador de discos de vinil, diz esperar que “Suor e Sacrifício” neste formato atraia a atenção do público jovem, acostumado com a música digital. “Acho importante também valorizar a mídia analógica, pegar o disco nas mãos, ler o encarte, ler quem produziu, porque muitas vezes a gente ouve nas plataformas e nem sabe quem é o cara que mixou o disco, isso era muito importante na época em que eu comecei a gostar de música, então eu espero que tenha esse apelo”.

Após seis anos sem lançar um álbum inédito, “Suor e Sacrifício” é o sétimo disco de estúdio do CPM 22 e mostra a evolução e amadurecimento da banda, após algumas mudanças em sua formação.

Com mais de 20 anos de carreira, a banda paulistana de rock, que possui ainda três trabalhos ao vivo, incluindo um acústico, voltou a ser um quinteto, com a entrada do guitarrista Phil Fargnoli (ex-Dead Fish), além de contar com o retorno do baixista Fernando Sanches. Da formação original, que iniciou os trabalhos em 1995, resta apenas o vocalista Badauí – o guitarrista Luciano Garcia e o baterista Ricardo Japinha estão no CPM desde 1999.

DETAILS//

Artist: CPM 22
Title: Suor e Sacrifício
Catalog#: HBB157
Released: November, 2018
Pressing: 300 2xLP Black and Orange
Barcode: 7899808101391