Estreia nesta terça, dia 20 de junho às 22h30 na PlayTV, a série documental Ressonância, produzida pelo fanzine, selo e produtora midsummer madness. Com 44 episódios de meia hora de duração, a produtora/fanzine foi em busca de entrevistas minuciosas com bandas, músicos, produtores de festivais, donos de selos independentes, entre outros agentes do mercado musical independente no Brasil. “Não sou jornalista de formação, mas desde 1989 quando comecei o fanzine, tenho essa curiosidade pela produção musical independente brasileira. O que começou no zine xerocado já passou pelo rádio, pela internet e chegou à TV”, explica Rodrigo Lariú, que além de idealizador, produtor e diretor da série, também é gerente de Produção e Programação na PlayTV.
 
Com passagens pela MTV Brasil, Rádio Fluminense FM, Usina do Som, colaboração para Folha de SP, Globo, Rolling Stone, Bizz, o carioca Lariú mora em São Paulo e está na PlayTV desde 2009. Ao se mudar por causa da TV, uma das primeiras produções para o canal, já em 2010, foi a criação do Udigrudi, um programa exclusivo para veiculação de videoclipes independentes nacionais. Com mais de 300 edições, o Udigrudi já veiculou quase 2000 clipes de artistas brasileiros.
 
Mas a simples veiculação dos clipes não bastava. “Sentia falta de um espaço na TV onde os protagonistas pudessem falar de maneira mais detalhada sobre suas criações, desafios e dúvidas. Depois de anos ouvindo músicas, viajando para shows e festivais e vendo clipes absurdamente bons, achei que as bandas mereciam uma entrevista cuidadosa, um papo franco e que isso ficasse registrado ‘para posteridade´, relata Rodrigo. O nome Ressonância vem daí, uma busca de quase três décadas (o midsummer madness completou 28 anos em 2017) pela atenção do público.
 
As entrevistas para a série começaram em 2016, com apoio da PlayTV, que co-produz o projeto. Rodrigo ressalta que, apesar de trabalhar no canal, não houve facilidade na viabilização da produção. “Pelo contrário, por entender as dificuldades da atual conjuntura financeira e, principalmente, por ter na PlayTV uma parceira que acredita no fortalecimento da cena musical independente nacional, me esforcei ao máximo para fazer a série acontecer, entrevistando bandas de todo Brasil dentro de um formato simples, onde o que vale é a opinião do artista”.
 
Entre os episódios gravados, as carreiras de Jair Naves (SP), Ventre (RJ), Autoramas (DF), Vitor Araújo (PE), Dance of Days (SP), O Terno (SP), Low Dream (DF), Rubel (RJ), Tonico Reis (SP), Hateen (SP), Cabana Café  (SP), Baiana System (BA), Carne Doce (GO), Alaídenegão (AM), Bike (SP), Scalene (DF) Luneta Mágica (AM), Catavento (RS), Dillo (DF), as bandas Ombu + Raça (SP), as meninas Brvnks (GO) + My Magical Glowing Lens (ES) terão programas inteiros para falar de seus discos, do processo criativo, das possibilidades e dificuldades do mercado e do “custo indie-Brasil”.
 
Episódios especiais abordarão temas como por exemplo “O que são os Net Labels” com os produtores dos selos Sinewave e TBTCI; para o que servem as “Distribuidoras Digitais” como a One RPM e a Tratore, além de um episódio sobre “Festivais de Música” (ainda em produção) e outro sobre os “Editais Privados de Fomento da Música” no país.
 
A estreia na terça, dia 20 de junho, às 22h30 será uma entrevista divertida com a banda gaúcha Bidê ou Balde. Carlinhos Carneiro, Vivi Peçaibes e Rodrigo Pilla relembram sua trajetória, comentando as diferenças de terem trabalhado com grandes gravadoras, de forma independente e, atualmente, com um selo indie de São Paulo. Carlinhos acredita que o “sonho The Wonders” que a banda viveu no final dos anos 90, quando em menos de duas semanas de “nascimento” já tinha seu hit “Melissa” tocando em várias rádios e assinava contrato com uma grande gravadora, tende a não se repetir. Mas ao mesmo tempo, todos na banda concordam que os anos em que estavam sem gravadora e os atuais, com a HBB (selo de São Paulo) são ainda mais estimulantes.
 
Um bom exemplo a ser seguido, uma estória inusitada que sirva de lição para outras bandas ou simplesmente a revelação da inspiração; são estes os objetivos de cada episódio do Ressonância. “Pode soar metido à besta mas a ideia por trás de cada entrevista é dar às bandas o melhor retrato daquele momento. O que me deixava mais feliz a cada gravação era ouvir do entrevistado um 'que bom que você perguntou isso' ou 'eu não tinha pensado nisso antes'. Espero que quem assista vire fã das bandas ou até monte a própria banda”, conclui Lariú.

Ressonância
Quando: às terças, a partir de 20 de julho, 22h30.
Reapresentação às quintas e sábados, às 22h30
Onde: PlayTV - www.playtv.com.br/ondeexibimos
Classificação etária: Livre


VEJA TAMBÉM