As já clássicas listas de melhores discos do ano criadas pelo site “Tenho Mais Discos Que Amigos” contaram com alguns dos lançamentos da Hearts Bleed Blue (HBB). A gravadora paulista teve seus discos no ranking dos cinqüenta melhores lançamentos nacionais e internacionais de 2015.

Confira os discos nacionais da HBB que estão na lista

“Jazz Depois da Meia Noite” do Horace Green é destaque e ficou em 12° lugar
“Em tempos difíceis onde dezenas de bandas decidem compor “canções de protesto” para se aproveitar da boa vontade alheia, o punk e o hardcore sempre mostram que são ligados a nomes honestos e sinceros. É o caso da banda paulistana Horace Green, que em Jazz Depois da Meia-Noite mesclou assuntos e depoimentos pessoais com canções que falam sobre preconceito, homofobia, religião e mais. Tudo isso vem muito bem apoiado em instrumentais que se influenciaram no que existiu de melhor no estilo nos anos 90 e 2000”.


Em 22° está “Futuro” do Magüerbes
“A tradicional banda paulista Magüerbes resolveu caprichar no lançamento de Futuro e o fez desde a arte da capa, encarte e até a caixa do lançamento, que vem com sementes a serem plantadas pelo ouvinte. Musicalmente falando o álbum trouxe alguns dos riffs mais interessantes, desafiadores e pulsantes de um disco de rock em 2015. São panos de fundos grandiosos criados para uma narrativa urgente que é cantada, gritada e falada pelo vocalista da banda”.


“Casa Moxei” do Sala Espacial aparece em 29°
“Casa Moxei é o resultado do trabalho de pessoas que amam o que fazem. O disco empresta seu nome do local em que a banda Rancore ensaiava e onde alguns integrantes até mesmo moravam. O local pegou fogo, foi reconstruído com a ajuda dos amigos, e quando a banda entrou em hiato, três membros seguiram em frente com o projeto Sala Espacial, um coletivo musical que deixa uma marca de positividade a cada canção do álbum”.

Na lista dos melhores discos internacionais a HBB aparece duas vezes

Em 13° lugar está “Peripheral Vision” do Turnover
“A jovem banda americana Turnover lançou seu primeiro disco de estúdio em 2013 e dois anos depois lança um dos discos mais competentes do ano. Em uma mistura certeira de dream pop com indie, rock alternativo e traços do pop/punk, o grupo criou hinos como “New Scream” e “Hello Euphoria” com letras, guitarras e vozes prontas para deixar qualquer ouvinte emocionado”.


“Ours Is Chrome” do Superheaven ficou em 43°
“Alto. O segundo disco de estúdio do Superheaven é barulhento e deve ser ouvido no último volume do seu equipamento de som. Produzido por Will Yip (Title Fight, Circa Survive, The Wonder Years) o novo disco da banda que faz rock alternativo e resgata traços do grunge alterna riffs e guitarras pesadas com melodias de cortar o coração, e consolida o nome do grupo como um dos bons novos nomes do gênero”.

VEJA TAMBÉM


NOVIDADES NA HBBStore.com