“Música de quarto” é como Henrique Badke, vocalista do Carbona, define “Espaço Ciferal”, seu novo projeto solo, que mistura elementos do rock, folk e pop. Diferente do Carbona, que tem forte presença de guitarras distorcidas, o projeto de Badke é ancorado em violão e voz, com foco nas melodias e letras.

No entanto não são todos os aspectos entre os dois trabalhos que se divergem.  “As melodias grudentas, os poucos acordes, está tudo lá por que é assim a única forma que eu sei fazer. Na verdade, não tive preocupação em me diferenciar ou me aproximar do que fazia. Estas músicas nascem nas horas em que fico tocando violão no meu quarto. E elas nasceram por uma vontade genuína de fazer música. Se eu não as gravasse, elas existiriam do mesmo jeito” explica Badke.

Gravado no Estudio Z, no Rio de Janeiro, por Stanley Zveig e produzido por Badke e Cristina Caffarelli, “Espaço Ciferal” é um EP de quatro faixas que volta o olhar para a rotina na cidade grande - o ir e vir das pessoas de casa para o trabalho, o caminhar, os óculos escuros e o headphone como companhia na rota urbana.

A arte de capa ficou por conta do ilustrador Victor Stephan, que segundo Badke, consegue transformar suas músicas em imagens. “Quando penso minhas músicas em imagens mentais, vejo muito as coisas na forma em que ele ilustra o mundo”.

Cris Caffarelli e Melvin Ribeiro também participam de “Espaço Ciferal”, que para Badke, tem a proposta de fazer da música um ponto de encontro entre amigos.

Ouça o EP na íntegra
www.hbbrecords.com/badke-espaco-ciferal

Making of de "Espaço Ciferal"
Para explicar melhor o projeto e se aprofundar no conceito do novo álbum, Badke disponibilizou o Making of de “Espaço Ciferal”, que você pode conferir em www.youtube.com


VEJA TAMBÉM


NOVIDADES NA HBBStore.com